CAPACITAR PARA TRANSFORMAR: ONG NARIZ SOLIDÁRIO REALIZA PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA VOLUNTÁRIOS.

O curso possui mais de 200 horas de capacitação artística com objetivo de formar profissionalmente voluntários para trabalhar em contextos de vulnerabilidade e contribuir com o bem-estar através do riso à população

Você sabia que o riso é uma potente ferramenta biológica e relacional? Ela faz parte das sete expressões universais do ser humano, possuindo grande potencial de auxílio à cura. Desta forma, focando em ampliar ainda mais as atividades do grupo, a Associação Nariz Solidário promove o Encontros e Risos, projeto de capacitação da ONG realizado com recursos do programa e apoio de incentivo à cultura de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba e patrocínio do EBANX.


A capacitação de novos voluntários faz parte do Processo Seletivo 2022 para a participação de um novo elenco de palhaços e palhaças da ONG. Os aprovados atuarão junto com o Nariz Solidário, uma Organização da Sociedade Civil, em ambientes de atenção à saúde de Curitiba e Região Metropolitana, bem como demais ações da associação.


Ao todo são 200 horas de formação ao longo de cerca de um ano de treinamento. O "Encontros e Risos" se destaca através do seu propósito de deixar melhor preparado o voluntário para atuar em um contexto sensível como o hospitalar e Centro de Atenção Psicossocial. Desta forma, o trabalho capacita de forma inovadora o palhaço ou palhaça para compreender a dinâmica da linguagem artística da palhaçaria e da arte em uma unidade de internação, por exemplo. Bem como aprender os protocolos de segurança em uma instituição de saúde.



O treinamento e processo seletivo é recebido com muita alegria após dois anos de pandemia, que impossibilitaram a participação de novos membros. Toda essa ação reforça a missão da ONG de forma mais madura em busca de voluntários que compreendam o seu lugar no mundo. Assim como possam contribuir com o melhor de si nas atividades do Nariz Solidário.


Inovação e evolução do Nariz Solidário


"Participar como oficineiro no Encontros e Risos mostra a evolução do meu olhar e do meu profissionalismo no grupo", conta Eduardo Roosevelt, cofundador e diretor da Associação. Ele explica que o projeto é uma oportunidade única que oferece recursos para estruturar e avançar o Nariz solidário em um trabalho longínquo. "Tem sido muito singular participar desse projeto e ver todo resultado sendo alcançado aos poucos, resultados estes que começaram a ser plantados há muito tempo", conta.


Felipe Frutuoso, que também atua como oficineiro e faz parte do elenco, reforça que o Encontros e Risos evidencia o caráter inovador do projeto. "Para mim, que já faço parte do Nariz, participar como oficineiro tem sido muito incrível, porque mostra essa questão de se renovar e os participantes chegam com novas ideias e pensamentos, que agregam nosso trabalho positivamente", diz.