Please reload

Posts recentes

Porque 8h de uma oficina de palhaço me fez chorar ao final....

19.06.2017

Por:

Com um grupo de aproximadamente 20 pessoas de diversas áreas, destas, pouquíssimas já eram circenses. Logo na parte inicial com o aquecimento, em roda, conseguiu-se perceber a personalidade de todos. Meu objetivo não era esse, mas isso fará mais sentido à frente.

 

Após o aquecimento com socos, pisões e chutes em coisas imaginárias e/ou situações que guardamos na memória, mas deveríamos esquecer, permanecemos em roda e cada um deveria fazer um movimento (aleatório). Deste movimento fomos progredindo com o movimento do vizinho de roda e a partir disto criamos uma situação/sentimento ao que fossemos chamados. E assim fomos seguindo com exercícios em que todos participaram devidamente orientados pelo Silvestre, finalizando o primeiro dia.

 

No segundo dia, inicialmente, Silvestre fez uma devolutiva da personalidade de palhaço de cada um, para que todos escutassem. E nesta hora que comecei a perceber o que é a experiência, a bagagem do ministrante. Não que eu duvidasse, mas tudo o que ele falou fez tanto sentido! Não só quanto a minha personalidade, mas também de todos que estavam presentes. Em apenas 04 horas de oficina e obtive o melhor feedback possível de algo que está em construção em mim.

 

Seguimos os novos exercícios propostos e tentamos desenvolver com aquilo que nos foi dito no início do dia. O resultado não podia ser diferente: tudo fazia sentido! Aqueles que não sabiam sobre a personalidade comentada começaram a incorporar com naturalidade e os que de repente já sabiam, apenas deram mais vida ao seu neonato palhaço.

 

Após os risos, tentativas, acertos, autoconhecimento, chegamos ao final da oficina...

 

Passaram-se oito horas que pareceram meses pela intensidade, e minutos por estar na presença de tanta gente bacana! Entre abraços, agradecimentos e despedidas e um desejo de até breve aos participantes, fui agradecer àquele que me proporcionou toda esta revolução interna. Com uma tentativa meio balbuciada, de dizer muito obrigada na verdade me vieram as lágrimas, mesmo eu sendo nada emotiva. Lagrimas de: Puxa vida! Como pode alguém em tão pouco tempo acertar tanto?

 

E por tudo isso devo agradecer ao Nariz Solidário! Mesmo eu sendo circense, se não pertencesse ao grupo talvez fizesse o curso, talvez não. Mas agora sou Nariz Solidário e quero buscar, estudar, compartilhar o melhor que eu puder sobre ser palhaça.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags