Please reload

Posts recentes

Relato de hospital #08

04.04.2017

Chegamos na sala de recepção/espera do Hospital Universitário Cajuru. Lotação média, cadeiras vazias, ótimas para um preguiçoso como eu. Lá no meio das cadeiras havia uma criança pequena um tanto calada, atônita talvez. Quando avistei, por impulso cardíaco-afetivo, quis brincar com ela. Mas claro que o posição dela dizia não. Pois bem, a estratégia foi de me lançar às aproximações sucessivas. Um olhar. Uma fala minha sem resposta dela. Um pedido meu com resposta só de cabeça dela. Até que o preguiçoso sentou ao lado dela! Maricota de um lado, Nilovsky de outro.

Quando de repente ela olha pro lado e diz alto "eu já seeeeeeeeei". Respondo "o queeeee?". E ela afirma do alto de sua descoberta praticamente científica "é um nariz de borrachaaaaaaaaaa", hahahahaha, rimos muito! Bem, a partir disso foi conversa pra cá, pra lá, nome, medo de criança, mágica esplêndida, enfim, tudo que deu pra viver em alguns poucos minutos! 

 

O palhaço vive o presente, lembram?

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags