25.08.2020

Autoria:

"Mexa seus braços como um passarinho"

Estávamos eu e Esperanza acompanhados pelos aspirantes do Nariz Solidário, Maninho, Aldenora e Ariela. O dia estava chuvoso e frio, mas nossos corações estavam quentes e dispostos! Apesar do frio, as crianças estavam muito animadas e, as que podiam, estavam fora da cama. Em cada quarto que entrávamos, era muit...

18.08.2020

Autoria:

"Mãos ao alto"

Era um dia comum de visitas, ou melhor, eles sempre são inusitados. Nós entramos pelos corredores e quartos, e era gente sorrindo por todos os lados.

O bom sempre é carregar alegria, seja com voz desafinada, cantoria fraca, com ou sem alegoria, mas o importante é levar uma escuta atenta, e se der de lambuja, guardar uma risada rou...

10.08.2020

Vimos Pais.

Vimos um Palhaço dar um beijo na testa da sua filha que acabou de nascer, por que ele precisava entrar quarto a quarto e encontrar com outros Filhos e Filhas lá no hospital. Vimos um Palhaço segurar o arrebento de ver um garotinho na UTI, da idade do seu filho.

Vimos um Palhaço dar um beijo na testa da sua filha que acabou de nascer, por...

06.08.2020

Autoria:

A curiosidade estava a flor da pele, literalmente, pois naquele mesmo dia eu havia passado por um jardim e roubado algumas flores que ali estavam. 

O clima estava leve, nossos jogos fluindo, as enfermeiras interagindo, até que entramos naquele quarto: o quarto que estava prestes a deixar sua marca para sempre em minha mente. 

Brincadeiras rolavam, se...

06.08.2020

Autoria:

Foi lá, naquele quarto, na ala infanto-juvenil em uma visita inusitada que a conheci, Ana, a menina linda que rimava com ama. Adolescente, quatro dias internada vítima de um acidente ao qual lhe rendeu bons pontos nos braços, dores e que ainda um Robô nos separava. Ali naquele hospital a esperança e sorriso disparado de uma menina com a vida inteir...

Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Procurar por tags

Please reload

Siga